WeCreativez WhatsApp Support
Atendimento ao Ouvinte
Olá, tudo bem? Como podemos ajudar?

Blog

FORMAÇÃO | OS SETE DIÁCONOS SALESIANOS fevereiro 19, 2019

FORMAÇÃO | OS SETE DIÁCONOS SALESIANOS

Nós amamos, porque ele nos amou primeiro (1 Jo 4, 19)

Os diáconos foram sete. O bispo, o salesiano Dom Eduardo Pinheiro. O clima, orante, leve, familiar. Foi assim a celebração da ordenação diaconal dos sete salesianos, na Igreja de São João Bosco, matriz da paróquia do Alto da Lapa, na manhã do dia 16 de fevereiro p.p.

Os chamados: 

Cesar Almeida Siqueira (BSP)
Géster de Souza Cabral (BBH)
Idenilson Lemes da Conceição (BCG)
Jonathan Loureiro de Medeiros (BRE)
José Lopes Lima Júnior (BRE)
Magno de Carvalho Xavier (BRE)
Warley Alves Batista (BBH)

A homilia

Depois de chamados ritualmente pelo Pe. Inspetor de São Paulo, Pe. Piccinini, e apresentados ao bispo, ouviu-se uma bela homilia do bispo ordenante, Dom Eduardo Pinheiro, bispo de Jaboticabal. Este começou dizendo e repetindo que “trata-se de grave falta retirar o ‘sim’ depois da entrega definitiva a Deus em resposta ao amor, ao chamado do Senhor”. Partiu do providencial paralelo com os sete diáconos do livro dos Atos dos Apóstolos para centrar sua pregação no caráter servidor do diácono: “Ser todo inteiro de Jesus, vivendo o irrenunciável compromisso do SERVIÇO”. Afirmou que a identidade do diácono não tem um caráter provisório, como preparação para a ordenação presbiteral, mas é permanente. “Servir é encontrar-se com o Senhor”. E passou a aplicar ao diaconato o serviço à missão salesiana. Como Dom Bosco, cada um é chamado a “consumir-se pelos jovens”. No exame de consciência diário, aprendido na espiritualidade salesiana, perguntar-se pela própria entrega, como servidores, aos jovens. Lembrou o documento final do recente Sínodo: “Os jovens são princípio de renovação da comunidade, pela sensibilidade que têm pela diaconia, o voluntariado…”. Concluiu: “Os diáconos salesianos estão aí para desenvolver a diaconia no coração dos jovens, na Igreja”.
Presenças

Presentes o Pe. Natali, nosso conselheiro regional e os inspetores Pe. Gildásio Mendes (Campo Grande), Pe. Pessinatti (Recife), Pe. Orestes Fistarol (Belo Horizonte) e Pe. Justo Ernesto Piccinini (São Paulo), além do diretor do Estudantado da Lapa, Pe. Maurício e a equipe de formação da telogia. Presente também um grupo numeroso de salesianos padres e irmãos, seminaristas e familiares dos jovens ordenandos.

Para acompanhar os três jovens salesianos nordestinos em sua ordenação diaconal – Jonathan, Júnior e Magno – além dos seus colegas do estudantado de teologia, estavam também os pós-noviços de Lorena e um grupo de irmãos vindos da Inspetoria: Pe. Pessinatti, Pe. João Carlos, Ir. Toni Cibin, Pe. Ataíde, Pe. Leoni, Pe. Eudes, Pe. José Mauro além dos formadores Pe. Eliano e Pe.Ilmário.

Os agradecimentos

Pe. Pessinatti, nosso Inspetor, representou os inspetores no momento dos agradecimentos. Começou explicando o lugar no presbitério de onde se dirigia à assembleia, o mesmo local onde tinha se ordenado diácono, há quase 43 anos atrás. Comentou depois o lema da ordenação dos novos diáconos: “Nós amamos, porque ele nos amou primeiro (1 Jo 4, 19)”. E deixou um conselho: “Sejam generosos. Vocês são servidores não só do altar e da palavra!”. “Sejam felizes servidores, queridos diáconos”, concluiu.
O agradecimento dos ordenados veio pela voz emocionada do neodiácono José Lopes Júnior. Este procurou responder ao CG 28 (Capítulo Geral 28) que estamos preparando como Congregação: “Quais salesianos diáconos para os jovens de hoje?”. “Portadores radicais da alegria do evangelho”, bela resposta em linha com Dom Bosco e o Papa Francisco. Os agradecimentos vieram às comunidades de formação, às inspetorias, às comunidades que os acolhem no serviço pastoral neste período, aos jovens.

Por Pe. João Carlos Ribeiro, SDB

Inspetoria Salesiana São Luiz Gonzaga.